O que fazer em Bruxelas, um passeio pela Grand Place durante a exibição do tapete de flores.
Bélgica

O que fazer em Bruxelas – Um rolê básico!

Atualizado em

Falar sobre o que fazer em Bruxelas é um imenso prazer para mim. Primeiramente porque este foi um destino que me surpreendeu positivamente em muitos aspectos, além da sua localização estratégica para um roteiro incluindo Londres, Paris e Amsterdam.

A simpatia e hospitalidade do seu povo e a imensa oferta de transporte fazem da cidade de Bruxelas um destino fantástico. Além do que, não podemos esquecer das excelentes cervejas, chocolate, waffles e batatas fritas (French fries!). Outras iguarias gastronômicas do local, já começando as nossa dicas, são os mexilhões e obviamente, o carbonade flamande!

Muitas pessoas questionam se vale a pena dedicar mais que um dia do seu roteiro na Europa a essa maravilhosa cidade de Bruxelas. Entretanto, nos cabe dizer que uma viagem é muita mais que meras fotografias para postar nas redes sociais. Viajar é se sentir acolhido e confortável e, acima de tudo, somar cultura e conhecimento. Sendo assim, por aqui vale ficar por mil dias!

Confira mais sobre a Bélgica aqui!

Como chegar em Bruxelas

Talvez uma das perguntas mais fáceis de responder. Acima de tudo, seja por via aérea ou terrestre, pode-se afirmar que não haverá qualquer dificuldade para chegar em Bruxelas.

Como resultado de uma vasta malha ferroviária, fica muito fácil chegar de trem a estação Brussels MIDI (Zuid ou Sul). Outras opções são os dois aeroportos da cidade – Zaventem e Charleroi. Embora o detalhamento específico sobre os deslocamentos através da Bélgica para outros países seja objeto de outro post, neste vídeo em nosso canal do YouTube, é possível conferir um pouco mais sobre o assunto.

Simule aqui a melhor forma para você chegar em Bruxelas e também compre logo a sua passagem!

A Grand Place de Bruxelas – Tente respirar!

Esta praça no centro de Bruxelas, certamente, é um dos mais belos conjuntos arquitetônicos de todo o Mundo. Confesso que nunca tinha visto tantas câmeras e celulares trabalhando ao mesmo tempo! Acima de tudo, após cruzar as ruas estreitas e alcançar a Grand Place, o impacto visual é indescritível e talvez a opção mais óbvia do que fazer em Bruxelas.

Desde o Séc. XI funcionava neste local a feira da cidade. Já no final do Séc. XIV foi edificado o Hotel de Ville (Ou seja, a prefeitura da cidade!) com suas 137 estátuas, uma torre de 96 metros de altura e a escultura de 3 metros de altura em seu topo representado o padroeiro da cidade matando um dragão – São Michel. Com o passar do tempo outros edifício pertencentes as Corporações de ofício foram se instalando no local.

Entretanto, em 1695, os franceses liderados pelo “Rei Sol”, passaram por lá arrepiando geral… Ficaram de pé apenas a prefeitura e duas guildas.

Todavia, em pouco tempo tudo foi reconstruído sob o controle do Conselho Municipal e assim foram mantidas as características arquitetônicas originais. A casa do Rei, com seu estilo neogótico, por exemplo, foi reerguida em 1873 e funciona hoje como um museu bem peculiar. Lá você encontrará, entre outras peças de pintura e tapeçaria, centenas de “roupinhas” do Manneken Pis. De certo, a camisa que ele usou na vitória da seleção Belga sobre o Brasil, para urinar em nosso escudo, está por la.

O que fazer em Bruxelas – As famosas “guildas” da Grand Place

O que fazer em Bruxelas, visitando a Grand Place. Vista das guildas.
Guildas – Grand Place, Bruxelas

Imagino que muitos devem estar se perguntando – Que diabos são “guildas”?? Em outras palavras, nada mais são que as sedes das Corporações de ofício que estudamos nos livros de história! Associações instituídas desde a idade média para regular a boa qualidade dos serviços, os preços dos produtos, a margem de lucro, a aprendizagem e outros mecanismos de regulação da produção.

O grande barato dessas construções é que cada uma possui uma ornamentação característica de acordo com a atividade comercial ou artesanal que representava.

O que fazer em Bruxelas – Admirar a beleza do tapete de flores.

Uma tradição bienal iniciada em 1976. Todo o centro da praça, que já é linda, fica ornamentado com mais de 1 milhão de begônias a partir do 15 de Agosto. Embora não tivesse planejado, fui presenteado com mais essa atração da cidade de Bruxelas. Atenção para o fato de que só rola nos anos pares!

Manneken Pis

O que fazer em Bruxelas, visita a estátua do Manneken Pis
Manneken Pis, Bruxelas.

Bem pertinho da Grand Place, a cerca de 280 m, nossa próxima parada é a famosa escultura de um garotinho fazendo xixi. Este é um dos símbolos da cidade e bastante visitado.

As lendas são muitas sobre esta pequena estátua do garotinho fazendo um “xixi” interminável. Porém, eu prefiro achar que trata-se de uma trolagem desse povo tão alegre (Quem sabe uma homenagem ao consumo de cerveja na cidade?? – Maldade, né?). Sobre tudo, é importante saber que a estátua que se encontra na Rua des Grands Carmes é uma réplica.

O bonequinho “original” encontra-se no Maison du Roi. Digo “original” entre aspas porque o original mesmo foi roubado em 1817 e despedaçado. Outra curiosidade é que o boneco usa 4 diferentes modelitos ao longo do ano… eu só consegui vê-lo no estado natural.

Jeanneke Pis a irmã do Manneken Pis

Descobrindo o que fazer em Bruxelas visite a estátua da irmã do manneken pis, a Jeanneke Pis
Jeanneke Pis, Bruxelas.

Nessa busca sobre o que fazer em Bruxelas já da para sacar o bom humor dessa galera da Bélgica, não é mesmo? A poucos metro da estátua do seu irmão, na rua Impasse de la Fidélité, está a hilária versão feminina fazendo “xixi”.

A Jeanneke Pis foi criada por Denis Adrien Debouverie em 1985. Tendo sido inaugurada oficialmente em 1987. A sua localização é estratégica e convidativa a uma paradinha básica para desfrutar uma bela cerveja em um dos bares mais famosos da cidade – Delirium Café (Como assim cafe???). Agora me diga, tem como não relacionar as estátuas com o consumo da cerva?

Foto de Delirium Cafe, bar em Bruxelas.
Foto de Delirium Cafe

Galeries Royales Saint-Hubert

Olhar não custa caro, comprar para alguns também não custa tanto. Como estamos pertinho, a apenas uns 150 metros, vale a pena dar uma conferida no local. A beleza de um dos primeiros “shoppings” da Europa, construído em 1847, “paga” a visita. Recheado de lojas dos mais renomados chocolatiers do país, dentre outras especializadas em lembrancinhas e alguns restaurantes, está também é mais uma opção do que fazer me Bruxelas.

Onde comer em Bruxelas

Primeiramente explicamos que a média de preços sugerida esta baseada em entrada + prato ou prato + sobremesa e uma bebida. Portanto, a conta da refeição pode sair mais em conta ou um pouco acima dos valores aqui sugeridos.

Na medida do possível, clicando sobre o nome dos restaurantes você será direcionado para a site do estabelecimento ou uma para a pagina do cardápio. Infelizmente, nem sempre encontramos os cardápios traduzidos para o Inglês. Também buscamos sugerir restaurantes próximas a ultima ou a próxima atração sugerida.

  • Aux Armes de Bruxelles. Nossa primeira indicação é um restaurante tipico para experimentar os famosos moulens fries (mexilhões com batata frita) ou carbonade flamande! Media de preços 40+ Euros. Porém oferecem menu a preço fixo (infantil 12 €, 2 cursos por 24 € e 3 cursos por 27 € – apenas no almoço). Rue des Bouchers, nº 13.
  • Falstaff . Outra opção de restaurante típico com preços mais moderados e bastante famoso na cidade. Média de preços 25 € e com pratos principais na faixa 15 €. Rue Henri Maus, nº 19-25.
  • Bellone Café. Opção econômica. Rue de Flandre, nº 46.

Jardins do Mont des Arts

O que fazer em Bruxelas a tarde, visita ao Jardins do Mont des Arts com a torre do Hotel de Ville ao fundo

Jardins do Mont des Arts

Depois do almoço sempre cai bem um passeio relaxante. Por este motivo, recomendamos continuar sua busca do que fazer em Bruxelas visitando este belo parque que fica localizado bem próximo a Grand Place. Nos arredores do parque, também encontram-se dezenas de museus e galerias de artes. Afinal de contas, esta é uma região da cidade de Bruxelas que foi concebida com esta finalidade – Centralizar as atrações artísticas e culturais.

Além da bela vista da cidade, com a torre do Hotel de Ville ao fundo, encontraremos atrás dos Jardins do Mont des Arts o Museu de instrumentos musicais e o Palácio de Bruxelas como destaques. Tudo pertinho! Questão de 600 metro de distancia. Ainda nestas imediações, em frente ao palácio, está o Parque de Bruxelas e ao seu lado esquerdo o surrealista Museu de Magritte … E ainda tem gente que fala que Bruxelas “não tem muito o que fazer”. Imagina só se tivesse, hein!!

Não deixe de procurar no parque o famoso relógio Carillon! Esses relógios são conhecidos por um característico personagem em seu topo, o qual marca cada hora batendo no sino com um martelo. Além disso, podem ser vistas 12 esculturas de personagens históricos e folclóricos da cidade.

Certamente, esse é um roteiro de reconhecimento inicial do centro da cidade de Bruxelas. Desta forma, se optar por entrar em uma ou mais atrações aqui indicadas, não sobrará tempo para terminar o roteiro em um único dia. Mais uma prova de que não falta o que fazer na em Bruxelas.

Entretanto, se pretende visitar a cidade com mais calma e mais tempo, uma excelente opção é adquirir Brussels Card. Porque desta forma você terá acesso gratuito a dezenas de museus na cidade. Compre aqui pelo mesmo preço do site oficial!

O bairro do Sablon em Bruxelas

Igreja Notre Dame du Sablon em Bruxelas em vista frontal.
Igreja Notre Dame du Sablon, Bruxelas.

Seguindo em frente com o nosso roteiro pela cidade, a próxima parada esta a cerca de 5 minutos de caminhada. Sendo assim, já fica a dica que estamos chegando também ao centro da boemia em Bruxelas.

Acima de tudo, é possível definir esta aconchegante região da cidade como o templo do chocolate! Com toda certeza é o lugar ideal para o lanche da tarde e para fazer umas comprinhas da preciosa iguaria. Sobretudo, não deixe visitar a confeitaria Wittamer, um patrimônio histórico de Bruxelas (rs) desde 1910!!

Além do mais (como se não bastasse!), é muito agradável passear pelo bairro, apreciando as lojas de antiquários e a arquitetura característica dos Sécs. XVII e XVIII. Inclusive, mais uma dica do que fazer em Bruxelas, é dar uma olhada na feirinha de antiguidades que rola na Praça do Sablon caso esteja na cidade durante um final de semana.

Ademais, nesse movimentado bairro, acontecem ao longo do ano diversos eventos culturais. Como exemplos temos o Festival de Música Barroca em Abril, o Salão de Arte em Junho e as Nocturnes de Sablon no último fim de semana de Novembro.

Também recomendamos visitar, nesse pedacinho charmoso de Bruxelas, a igreja Notre Dame du Sablon (quem não viu a de Paris antes do incêndio se consola aqui…). Reza a lenda que uma jovem da Antuérpia (A terra dos diamantes!) trouxe de barco uma imagem de Nossa Senhora para esta igreja, após ter tido um sonho místico. E, por esta razão, a Igreja rapidamente tornou-se um lugar peregrinação na Europa.

Outras dicas nesta região da cidade de Bruxelas são o Palácio do tribunal de Justiça, a Sinagoga e o Museu Judaico. Além do mais, encontramos aqui mais uma grande concentração de museus e galerias de arte na cidade. Se preferir outro tipo de passeio, bem pertinho do Tribunal de justiça funciona um Mercado de Pulgas muito interessante e pitoresco (08:00 – 14:00, Place du Jeu de Balle, 1000 )!

Halle Gate, vestígios do muro medieval que protegia a cidade de Bruxelas
Halle Gate, Bruxelas

Mais uma dica imperdível do que fazer em Bruxelas nesta região é o Halle Gate! Na verdade, este é o ultimo vestígio da segunda muralha medieval que cercava a cidade. Hoje funciona um museu com exposições sobre a história do edifício, da cidade de Bruxelas e a sua defesa na época medieval.

Show de luzes na Grand Place a noite

Como resultado de um intenso rolê para descobrir uma pequena parte do que fazer em Bruxelas, com certeza o cansaço bateu. Então, é chegada a hora de voltar para a Grand Place e se preparar para um espetáculo inesquecível!

Se apresse, porque logo que escurecer o show de luzes pode começar a qualquer momento (isso mesmo! O horário varia com a época do ano). Aproveite para jantar (lembrando que na cidade de Bruxelas janta-se cedo!) e degustar algumas belas cervejas nos restaurantes e bares, convidativamente instalados ao redor da praça – Eles ficam lotados!

Finalmente, aqui vai um presentinho nosso que estava guardado e esperando o momento certo para ser revelado (rs). Provavelmente, depois de assistir esse vídeo que também está em nosso canal do YouTube, você sairá correndo para comprar as passagens!!

Vídeo da Grand Place, Bruxelas

Opções de tours guiados na cidade

Obviamente, não esgotamos nem a metade do que a cidade tem a oferecer. Sendo assim, existem ainda muitas atrações na cidade, como por exemplo o Atomium, a Mini Europa, o Museu do automóvel, as visitas internas as atrações que citamos, o quarteirão dos grafites, a região de Ixelles, além de muitas outras coisinhas para fazer e conhecer em Bruxelas (ufa!). Mas com certeza isso é assunto para novos posts sobre a Bélgica e seus encantos!

Confira aqui alguns tours muito interessantes de serem feitos durante a estadia na cidade de Bruxelas!

Onde se hospedar em Bruxelas

Existem 19 bairros principais em Bruxelas, embora a maioria dos locais de interesse para os turistas esteja condensada em apenas algumas áreas da cidade. Áreas como o centro da cidade, Ixelles, Koekelberg, Saint Giles e a comuna externa de Schaerbeek atraem a maioria dos turistas da cidade.

A moderna região de Ixelles é outra área popular, amada por fashionistas e viciados em compras. Lojas de grife preenchem a movimentada Avenue Louise. A área se transforma à noite, com muitos restaurantes e bares. Sendo este um local ideal também para as famílias.

Sablon, com suas ruas de paralelepípedos e arquitetura medieval, é uma parte do mundo antigo da cidade.

O European Quarter é mais focado em negócios, embora os fãs da arquitetura moderna possam se divertir passeando pela área animada. Você também encontrará algumas das principais atrações aqui, incluindo o Palácio Real e o Parque Cinquentenário.

Eclético, moderno e descolado, Saint Gilles é um dos bairros mais legais de Bruxelas. Um lugar popular para os jovens e criativos locais, Saint Gilles tem espaços e eventos focados em arte e cultura, restaurantes variados e um ambiente descontraído.

Hospedagem econômica em Bruxelas

  • Sleep Well Youth Hostel  e 2GO4 Quality Hostel Brussels Grand Place . Inicialmente apresentamos duas opções de onde se hospedar barato em Bruxelas. Padrão econômico do tipo hosteis. Acima de tudo, são opções com boa localização e avaliação acima de 8.
  • Hotel MirabeauHotel Queen Mary, Artistic world (+ barato de todos), Maxhotel e Beverly Hills Hotel. Outras opções de onde se hospedar barato em Bruxelas, ainda no segmento custo x beneficio, porém com acomodações individuais. Certamente, são hotéis simples. Entretanto, localizados no centro da cidade! Em contraste , o Berverly Hills fica mais afastado, na região de Saint Gilles. Sendo que, a região de Saint Gilles (atrás da Gare du MIDI) é conhecida pela forte presença de imigrantes.

Hospedagem de padrão intermediário a alto em Bruxelas

Cadastre-se em nosso blog e fique atualizado!

Email Marketing by E-goi

Compartilhe nosso conteúdo e nos ajude a produzir mais conteúdo para você!!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um presente para você!! Download GRÁTIS
Coleção GUIA DE TRANSPORTE PÚBLICO NA EUROPA!

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Houve um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Na Viagem de Viajar usará as informações fornecidas neste formulário para entrar em contato com você e fornecer atualizações e marketing.