Simbolo de Barcelona, a Igreja Sagrada Família de Gaudí. Roteiro o que fazer em Barcelona
Espanha,  UM DIA PELO MUNDO

O modernismo de Gaudí – O que fazer em Barcelona

Certamente não faltarão surpresas, cores e formas nesse roteiro de mais um dia em Barcelona. Se alguém está buscando o que fazer em Barcelona, chegou o momento de curtir um passeio inteiramente (quase..rs) dedicado a Gaudí e consequentemente, ao Modernismo catalão.

Nesse passeio pela cidade de Barcelona iremos explorar a região do Eixample. Como resultado da alta concentração de atrações turísticas, casas noturnas e restaurantes, essa vibrante parte da cidade não pode ficar de fora do seu roteiro em Barcelona.

Sendo assim, prepare-se para transitar por um bairro de classe alta e também, com muitas opções de lojas para compras . Ademais, é aqui que iremos encontrar alguns dos melhores restaurantes e bares da cidade.

Finalmente, saiba também que esta é uma região da cidade que foi inteiramente projetada por um engenheiro catalão chamado Cerdes, por volta de 1850. Sendo assim, é muito fácil se localizar por aqui. Uma boa dica para sentir o clima deste bairro, localizado ao norte da Plaça Catalunya, é sentar-se em uma das centenas de praças existentes ali e relaxar um pouco sentindo o clima local.

Se já ficou encantado antes mesmo de iniciar mais esse roteiro em Barcelona, saiba que existem outras regiões na cidade tão interessantes quanto. Confira aqui um outro roteiro pelo centro de Barcelona!

Bairro do Eixample, Barcelona
Bairro do Eixample, Barcelona

Hospital da Santa Cruz e São Paulo

Hospital de la Santa Creu i Sant Paul, Barcelona.

Hospital de la Santa Creu i Sant Paul , Barcelona. Foto: Neula.

Primeiramente, a sugestão é começar o dia visitando um Patrimônio Mundial da Humanidade (UNESCO, 1997). E este não será o único do dia! O complexo do Hospital de la Santa Creu i Sant Paul é composto 12 pavilhões interligados por uma rede de corredores subterrâneos. Além disso, aqui encontraremos uma verdadeira cidade modernista, com ruas, prédios e jardins ocupando um quarteirão inteiro.

Tudinho foi financiado com a herança deixada por um rico banqueiro de nome Pau Gil e erguido entre 1901 e 1930. Entretanto, ao contrario do que se possa imaginar, a obra foi projetada por Lluís Domènech i Montaner (Que mania de pensar que tudo em Barcelona foi feito por Gaudí!! kkk).

O prédio está aberto a visitação pública desde uma reforma que foi feita em 2010. Certamente, hoje não funciona mais como hospital (rs) e sim como museu. Contudo, somente 2 pavilhões, além do prédio principal e dos jardins, estão disponíveis para visitação pública. A visita é interativa contando com projeções e vídeos.

Fica ligado(a) no momento de traçar a rota no GPS! Afinal, o hospital “mesmo”, com este mesmo nome(!!), hoje está funcionando em outro endereço da cidade.

  • Aberto diariamente: Confira os horários aqui.
  • Preços: 14 € e 19 € (com guia). Áudio guide 3 €.
  • Localização: C. Sant Antoni Maria Claret, 167 (Metro L5, estação Sant Pau).
  • Compre on-line aqui ou aqui (com guia em Inglês ou Espanhol).

Sagrada Família

O que fazer em Bacelona, visita a Igreja Sagrada Família
Altar da igreja Sagrada Família, Barcelona. Foto: Neula

Talvez a atração mais famosa da cidade de Barcelona, esta ainda é uma obra inacabada. Certamente, a igreja expiatória de Gaudí não pode ficar de fora de um roteiro em Barcelona. Como resultado, aqui será nossa segunda atração a ser visada no dia. Mesmo porque, do Hospital da Santa Cruz e São Paulo já é possível avistá-la. E assim fica difícil resistir.

Esta igreja, em estilo neogótico, teve a sua construção iniciada em 1882. Entretanto, somente em 1883 Gaudí assumiu o projeto da obra. Por outro lado, das 18 torres projetadas por ele, apenas 1 ficou pronta antes da sua morte. Além disso, vale destacar que no projeto inicial doze delas seriam dedicadas aos Apóstolos, quatro aos Evangelistas, uma à Virgem Maria e outra a Jesus. Ademais, a altura de uma cada delas estará relacionada a hierarquia religiosa que representam. Porém, até hoje, temos apenas 8 das torres terminadas.

Outro importante detalhe é relativo a composição externa da Igreja Sagrada Família. Ela é composta por 3 fachadas: Assim sendo, cada uma delas é dedicada a um momento específico da vida de Cristo. Primeiramente ao nascimento de Cristo, a segunda a paixão de Cristo durante a sua crucificação e finalmente, a última, dedicada a ressurreição.

Finalmente, ainda sobre a esta igreja carrega de simbologia, temos mais uma curiosidade. Durante todo esse período de construção o dinheiro vem unicamente das doações dos fieis, exatamente porque se trata de uma obra de expiação. Consequentemente, o término do projeto é imprevisível! Brinca-se na cidade que será “daqui ha 10 anos”.

Da mesma forma que em muitas atrações na cidade, indicamos fazer aqui uma visita com guia. Desta forma você pode entender melhor os conceitos simbólicos da construção e economizar tempo evitando as filas. Afinal, ainda tem muito o que fazer em Barcelona ao longo desse roteirinho! Confira duas opções de visitas: Primeiramente um tour com guia em Espanhol e acesso as torres ou uma opção mais econômica, também com acesso prioritário e guia em Espanhol.

  • De Novembro a Fevereiro: Das 9 às 18 horas.
  • Março e Outubro: Das 9 às 19 horas.
  • De Abril a Setembro: Das 9 às 20 horas.
  • 25 e 26 de Dezembro, 1 e 6 de Janeiro: Das 9 às 14 horas.

Onde almoçar em Barcelona

Provavelmente a parte da manhã foi bem agitada e a fome já deve estar batendo a essa altura do campeonato. Portanto, é importante fazer uma parada estratégica para recarregar as baterias. E aqui vai outra dica bem no estilo “em Roma faça como os Romanos”! Na Catalunha se almoça a partir das 14 hr (dinar), mesmo porque, ao meio dia se faz um lanche chamado almuerzo.

Primeiramente explicamos que a média de preços sugerida esta baseada em entrada + prato ou prato + sobremesa e uma bebida. Portanto, a conta da refeição pode sair mais em conta ou um pouco acima dos valores aqui sugeridos.

Abrimos aqui um segundo parentese: Quando nos referirmos ao menú del dia em Barcelona (o “nosso” PF!), estará incluso uma entrada (primer plato), uma prato principal (segundo plato) e uma sobremesa (postre) a um preço fixo.

  • Rufus. Cozinha mediterrânea com preço médio de 30 €. Carrer del Rosselló, 172.
  • La Cúpula. Outa opção para culinária mediterrânea embora um pouco mais caro. Ambiente refinado com preços médios em 45 €. C/ Sicilia, 255.
  • Meraviglioso. Certamente os italianos são sempre uma boa opção em termos de preços e também, agradam a maioria dos paladares. Oferece menu na faixa de 12 €. Outras opções a la carte saem mais caro (lembre-se que o italianos tradicionais servem antepasto + massa + proteína + sobremesa). Massa + proteína + bebida na faixa de 30 €. Carrer de Valencia, 28.
  • Diegos Bar Restaurant. Típico Espanhol. Certamente uma ótima oportunidade para provar um Fideuá ou arroz negro (Esquece paella na Catalunha pelamordedeus!). Preços bem convidativos na Faixa de 20 €. Avinguda Meridiana, 127.
  • Fresc Co. Uma opção econômica no esquema “coma o quanto puder” (all you can eat), faixa de 10 €. Tem em vários lugares da cidade. Sendo assim, na região do Eixample, o mais próximo fica em Carrer Gran de Gràcia, 30.

Confira aqui outras opções de restaurantes por Barcelona!!

Um passeio pelo Paseo de Gracia – A história das casas modernistas de Gaudí

A história aqui é a seguinte: Lá pelos idos de 1900 a burguesia espanhola elegeu a região do Paseo de Gracia como o lugar ideal para morarem na cidade – Já contamos acima que o bairro teve a sua construção inteiramente planejada. Da mesma forma, também por ali, começaram a se instalar as lojas mais exclusivas da cidade, restaurantes, cafés e casas de entretenimento.

Desta forma, fruto da ostentação e disputa de poder entre os burgueses, suntuosas casas começaram a serem erguidas em toda a região. Por esta razão existem no bairro do Eixample numerosos edifícios projetados pelos arquitetos mais badalados da época. Como resultado, Gaudí – O mais famoso de todos, não poderia ter ficado de fora.

A Casa Milá (La Pedrera)

Certamente uma das duas casas projetadas por Gaudí mais famosas no mundo. Com seu estilo modernista, hoje impressiona mesmo que vista de longe, pelo colorido e modernidade.

Entretanto nem sempre foi assim! A estrutura incomum de La Pedrera, por exemplo, foi motivo de gozação pública. Saibam também que foi frequentemente caricaturada em numerosas publicações satíricas da época. Porém, hoje encontra-se tombada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 1984.

Mais um detalhe interessante sobre a Casa Milá é que, quando finalmente foi terminada sua construção, depois de muitos problemas de ordem legal, os proprietários tiveram que pagar um taxa de 100.000,00 pesetas as autoridades municipais. Por esta razão, iniciou-se uma disputa judicial entre a família Milá e Gaudí.

Como resultado, derrotada na justiça, a família Milá teve que hipotecar o edifício para pagar os serviços de Gaudí. Porém, o arquiteto modernista ao invés de ficar com o dinheiro, efetuou uma doação a um convento de freiras.

Finalmente nos últimos anos a Casa Milá foi posta para locação e seus apartamentos dos andares superiores foram moradia de ilustres personalidades. Como por exemplo, um príncipe árabe e um cônsul argentino.

Certamente, vale uma visita com um guia para que fique conhecendo outros detalhes a respeito do icônico edifício localizado em Paseo de Gracia, 92. Ademais, as visitas podem ser feitas também a noite (clique e compre seu ingresso).

  • 1º de março – 3 de novembro: De segunda a domingo: das 9:00 h às 20:30 h / Visita noturna: das 21:00 h às 23:00 h.
  • 4 de novembro – 28 de fevereiro: De segunda a domingo: das 9:00 às 18:30 / Visita noturna: das 19:00 às 21:00.
  • Programação de Natal: 26 de dezembro a 3 de janeiro – De segunda a domingo: das 9:00 h às 20:30 h / Visita noturna: das 21:00 h às 23:00 h.

A Casa Batlló

Outro edifício projetado por Gaudí, no bairro do Eixample em Barcelona, que também foi encomendado por mais uma riquíssima família. Josep Batlló, pediu ao arquiteto que fosse construída uma casa a qual nenhum outro membro da sua família tivesse condições de imitar!

Como resultado, temos aqui o exemplo de mais uma construção modernista no Bairro. Formas de animais e da natureza inspiraram a fachada da Casa Batlló. Como, por exemplo, a forma de crânio das varandas! Por esta razão, também é conhecida entre os habitantes locais, como “casa dos ossos”, devido a sua estrutura peculiar.

A fachada é dividida em três seções, sendo que cada uma reflete um nível anatômico diferente. Primeiramente, a base deixa a impressão de ter sido triturada por enormes ossos abstratos. Em segundo lugar vem acima um padrão mais caótico, borbulhando vasos sanguíneos e músculos. Finalmente, toda a estrutura é coberta com uma seção de telhado escamosa que parece as costas de um dragão gigante.

Assim sendo, o edifício virou ponto visitação obrigatória na cidade de Barcelona. Outra atração que vale a pena curtir na cidade acompanhado de um guia. Pois, desta forma a visita torna-se muito mais interessante! (confira aqui nossas sugestões).

  • De 09:00 a 21:00 h (última entrada: 20:00 h).

Dica extra sobre o que fazer em Barcelona

Igualmente a Gaudí, outros arquitetos também se destacaram no bairro do Eixample. Assim sendo, coladinho com a famosa Casa Batló, você pode curtir a Casa Amatller. Mais uma obra modernista (para variar rs) no Paseo de Gracia. O edifício foi projetado pelo arquiteto catalão Josep Puig i Cadafalch ao final do século XIX e combina elementos da arquitetura gótica e flamenga da Catalunha.

Casa Vicens

Provavelmente, a julgar por todas a maravilhas que já conheceu, está querendo um pouco mais, não é mesmo? E claro que tem muito mais coisas para fazer em Barcelona! Se der tempo, um pouco mais afastado do Paseo de Gracia (cerca de 20 minutos de caminhada), fica a primeira obra de Gaudí. Precisa falar mais alguma coisa? Está bem, eu falo: É mais um Patrimônio da UNESCO na cidade.

Ha sim… Já ia esquecendo de deixar o endereço para pelo menos dar uma passadinha na porta: Calle les Carolines, nº 24.

O que mais fazer em Barcelona – Finalizando o dia

Simplesmente escolha um barzinho, um restaurante ou um das dezenas de cafés no Eixample e desfrute o final do dia em Barcelona tomando um drink na região do Paseo de Gracia ou aproveite para fazer umas compras na região. Quer conhecer uma loja super bacana e que é a cara da cidade? procura a Desigual (Juro que não sou sócio!!).

Onde se hospedar em Barcelona

Gostou? Compartilhe nosso conteúdo e nos ajude a produzir mais para você!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um presente para você!! Download GRÁTIS
Coleção GUIA DE TRANSPORTE PÚBLICO NA EUROPA!

Você se inscreveu com sucesso na newsletter

Houve um erro ao tentar enviar sua solicitação. Por favor, tente novamente.

Na Viagem de Viajar usará as informações fornecidas neste formulário para entrar em contato com você e fornecer atualizações e marketing.